Por que só agora o Governo resolveu ajudar São João de Campina?

Postado: 31-05-2013
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (7 votes, average: 4,71 out of 5)
Loading ... Loading ...
ed_porto

Ed Porto, autor do texto

Por Ed Porto (*) - Dois anos atrás o alavantú do “secretário” de Cultura da Paraíba, Chico César, era que “o estado não vai pagar estilos que não tenham a ver com a herança direta de Jackson do Pandeiro, Sivuca ou Luiz Gonzaga”. Sem ter muito o que mostrar até então, o “secretário” resolveu ocupar a mídia com essa polêmica que se arrastou por um bom tempo. E como o tempo, dizem, é o senhor da razão, vem agora o anarriê junino e o governo do Estado apoia os festejos de Antônio, João e Pedro em mais de 20 prefeituras paraibanas em cuja programação musical temos o melhor do pior forró de plástico. Dentre elas, pasmem, a de Campina Grande.

Lembrem que até o ano passado, a prefeitura de Campina Grande era do PMDB, mas agora o prefeito campinense é do PSDB apoiado pelo PSB do governador. Aviões do Forró, Forró dos Play, Forró da Curtição, Forró Zueira, Forró da Pegação, Saia Justa, Forró da Resenha, Gatinha Manhosa, Forró da Elite, Furacões do Forró, Garota Safada e outras pérolas do estilo intitulado forró de plástico serão apoiadas (ou “pagas” né Chico?) pelo Estado.

É isso aí minha cumade e meu cumpade! E com direito a lançamento oficial na PBTur. Onde está todo aquele discurso pomposo, porém vazio do “secretário”? Disse ele à época: “É um investimento num plantio de nossa cultura porque essa cultura tem sido desprezada, escamoteada, tratada com indiferença e o estado tem que chamar a atenção…”. Lindo esse papo-cabeça! Disse mais: “Nós queremos lutar por um espaço da arte nordestina, paraibana, nessa festa que é a mais bonita que o povo da Paraíba mais gosta que é a festa de São João”. Muito bom. E foi além ao defender sua afinação com o coroné Ricardo: “Tudo passa pelo filtro dele, mas eu me sinto muito afinado com o governador e com os grupos que o levaram ao poder”. Ora pois pois. Quem desafinou agora: o “secretário”, o governador ou os “grupos que o levaram ao poder”?

Tenho a leve impressão de que o “secretário” de cultura não apita em nada e desafina desde que assumiu esta secretaria Quem rege a banda é o coroné Coutinho e os partidos (ou “grupos” né Chico?) que o apoiam. E não importa se o forró é de plástico, de alumínio ou de maderia-de-lei. O que vale é que em 2014 tem eleição e o palco tem que oferecer um cardápio popular senão a reeleição dança. Tempos idos aquele em que havia algo chamado honra. E onde o caráter e a personalidade eram algo a ser preservado. Fossem aqueles os tempos, o “secretário” pediria pra sair desse arraiá. Afinal, seu discurso e sua opinão sobre a cultura foram fortemente detonados. Ou o tempo o mudou de tal forma que agora até ele é de plástico?

(*) Transcrito do Facebook de Ed Porto, onde foi publicado com o título original “O ARRAIÁ DE PLÁSTICO DE CHICO”

Jornalista Rubens Nóbrega lança livro nesta segunda-feira

Postado: 31-05-2013
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...
Livro de Rubens Nóbrega

Livro de Rubens Nóbrega

O jornalista Rubens Nóbrega estará lançando o seu primeiro livro, “Histórias da Gente”, nesta segunda-feira (3), às 18 horas, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil, secção da Paraíba, situado à Rua Rodrigues de Aquino.

Sobre o conteúdo de sua primeira obra, o autor comentou: “Histórias da Gente é uma ficção baseada em pessoas e fatos reais. Tem Bananeiras como cenário principal, não único, mas sempre na perspectiva de quem tenta seguir a velha lição segundo a qual a dimensão do mundo a gente percebe e dá aos outros (escrevendo) a partir da nossa aldeia.

Digo, pretensiosamente, que Bananeiras é a minha Macondo, mas não ouso dizer que cometo ‘realismo fantástico’. No máximo, um surrealismo brejeiro. Nisso, dou-me como personagem e me junto a uma galeria de tipos que protagonizam histórias ordinárias e extraordinárias, montadas e desmontadas (para serem remontadas) ao longo da minha experiência de colunista ou de cronista eventual.
O livro, com 220 páginas, foi impresso pela All Print Editora, de São Paulo. Tem uma capa e uma contracapa bonitas e apresentações belíssimas e generosas de Neroaldo Pontes e Ronaldo Monte. Deve ser o que tem de melhor. Na sequência, mando-lhe a arte da capa.”

Quanto custa, e as vantagens de ser uma pessoa feliz

Postado: 31-05-2013
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...
felicidade-no-trabalhoExistem dois tipos de pessoas no mundo: aquelas que escolhem ser felizes e aquelas que optam por ser infelizes. Ao contrário da crença popular, a felicidade não vem de fama, fortuna, de outras pessoas ou bens materiais. Ela vem de dentro. A pessoa mais rica do mundo pode ser miseravelmente infeliz, enquanto uma pessoa sem-teto pode estar sorrindo e contente com a sua vida. As pessoas felizes são felizes porque se fazem felizes. Elas mantêm uma visão positiva da vida e permanecem em paz com elas mesmas.

A questão é: como elas fazem isso?
É muito simples. As pessoas felizes têm bons hábitos que melhoram suas vidas. Elas fazem as coisas de forma diferente. Pergunte a qualquer pessoa feliz e ela vai te dizer que:

1. Não guarde rancor.

As pessoas felizes entendem que é melhor perdoar e esquecer do que deixar seus sentimentos negativos dominarem seus sentimentos positivos. Guardar rancor tem um monte de efeitos prejudiciais sobre o seu bem-estar, incluindo aumento da depressão, ansiedade e estresse. Por que deixar alguém que o ofendeu ter poder sobre você? Se você esquecer os seus rancores, vai ganhar uma consciência clara e energia suficiente para apreciar as coisas boas da vida.

2. Trate a todos com bondade.
Você sabia que foi cientificamente provado que ser gentil faz você feliz? Toda vez que você realizar um ato altruísta, seu cérebro produz serotonina, um hormônio que facilita a tensão e eleva o seu espírito. Não só isso, mas tratar as pessoas com amor, dignidade e respeito, também permite que você construa relacionamentos mais fortes.

3. Veja os problemas como desafios. 
A palavra “problema” não faz parte do vocabulário de uma pessoa feliz. Um problema é visto como uma desvantagem, uma luta ou uma situação instável, quando um desafio é visto como algo positivo, como uma oportunidade, uma tarefa. Sempre que você enfrentar um obstáculo, tente olhar para isso como um desafio.

4. Expresse gratidão pelo que já têm.
Há um ditado popular que diz algo assim: “As pessoas mais felizes não têm o melhor de tudo, elas fazem o melhor de tudo com o que elas têm.” Você terá um sentido mais profundo de contentamento se você contar suas bênçãos em vez de ansiar para o que você não tem .

5. Sonhe grande.
As pessoas que têm o hábito de sonhar grande são mais propensas a realizar seus objetivos do que aquelas que não o fazem. Se você se atreve a sonhar grande, sua mente vai colocar você em uma atitude focada e positiva.

6. Não se preocupe com as pequenas coisas.
As pessoas felizes se perguntam: “Será que este problema importa daqui a um ano?” Elas entendem que a vida é muito curta para ficar preocupado com situações triviais. Deixar os problemas rolarem à sua volta vai definitivamente colocar você à vontade para desfrutar das coisas mais importantes na vida.

7. Fale bem dos outros.
Ser bom é melhor do que ser mau. Fofocar pode ser divertido, mas geralmente deixa você se sentindo culpado e ressentido. Dizer coisas agradáveis sobre as outras pessoas o encoraja a pensar positivo, sem se preocupar em julgar as ações de outras pessoas.

8. Não procure culpados.
As pessoas felizes não culpam os outros por seus próprios fracassos na vida. Em vez disso, elas assumem seus erros e, ao fazer isso, elas proativamente tentam mudar para melhor.

9. Viva o presente.
As pessoas felizes não vivem no passado ou se preocupam com o futuro. Elas saboreiam o presente. Elas se deixam envolver em tudo o que está fazendo no momento. Param e cheiram as rosas.

10. Acorde no mesmo horário todos os dias.
Você já reparou que um monte de pessoas bem sucedidas tendem a ser madrugadores? Acordar no mesmo horário todas as manhãs estabiliza o seu metabolismo, aumenta a produtividade e coloca-o em um estado calmo e centrado.

11. Não se compare aos outros.
Todos trabalham em seu próprio ritmo, então por que se comparar com os outros? Se você acha que é melhor do que outra pessoa ganha um sentido saudável de superioridade. Se você acha que alguém é melhor do que você acaba se sentindo mal sobre si mesmo. Você vai ser mais feliz se concentrar em seu próprio progresso.

12. Escolha seus amigos sabiamente. 
A miséria adora companhia. É por isso que é importante cercar-se de pessoas otimistas que vai incentivá-lo a atingir seus objetivos. Quanto mais energia positiva que você tem em torno de você, melhor vai se sentir.

13. Não busque a aprovação dos outros.
As pessoas felizes não importam com o que os outros pensam delas. Elas seguem seus próprios corações, sem deixar os pessimistas desencorajá-los. Elas entendem que é impossível agradar a todos. Escute o que as pessoas têm a dizer, mas nunca busque a aprovação de ninguém.

14. Aproveite seu tempo para ouvir.
Fale menos, ouça mais. Escutar mantém a mente aberta. Quanto mais intensamente você ouve, mais silencioso sua mente fica e mais conteúdo você absorve.

15. Cultive relacionamentos sociais.
Uma pessoa só é uma pessoa infeliz. As pessoas felizes entendem o quão importante é ter relações fortes e saudáveis. Sempre tenha tempo para encontrar e falar com sua família e amigos.

16. Medite.
Ficar no silêncio ajuda você a encontrar a sua paz interior. Você não tem que ser um mestre zen para alcançar a meditação. As pessoas felizes sabem como silenciar suas mentes em qualquer lugar e a qualquer hora que elas precisam acalmar seus nervos.

17. Coma bem.
Tudo que você come afeta diretamente a capacidade do seu corpo produzir hormônios, o que vai ditar o seu humor, energia e foco mental. Certifique-se de comer alimentos que irão manter sua mente e corpo em boa forma.

18. Faça exercícios.
Estudos têm demonstrado que o exercício aumenta os níveis de felicidade. Exercício também aumenta a sua auto-estima e dá uma maior sensação de auto-realização.

19. Viva com o que é realmente importante. 
As pessoas felizes mantêm poucas coisas ao seu redor porque elas sabem que coisas extras em excesso os deixam  sobrecarregados e estressados. Alguns estudos concluíram que os europeus são muito mais felizes do que os americanos, o que é interessante porque eles vivem em casas menores, dirigem carros mais simples e possuem menos ítens.

20. Diga a verdade. 
Mentir corrói a sua auto-estima e faz você antipático. A verdade o libertará. Ser honesto melhora sua saúde mental e faz com que os outros tenham mais confiança em você. Seja sempre verdadeiro e nunca peça desculpas por isso.

 21. Estabeleça o controle pessoal.
As pessoas felizes têm a capacidade de escolher seus próprios destinos. Elas nao deixam os outros dizerem como devem viver suas vidas. Estar no controle completo de sua própria vida traz sentimentos positivos e um grande senso de auto-estima.

22. Aceite o que não pode ser alterado. 
Depois de aceitar o fato de que a vida não é justa, você vai estar mais em paz com você mesmo. Em vez de ficar obcecado sobre como a vida é injusta, se concentre apenas no que você pode controlar e mudar para melhor.

Texto de Chiara Fucarino.

Saiba quais são os fantásticos bens que a banana faz à saúde

Postado: 29-05-2013
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...
Quarta fruta mais produzida no mundo,  a banana é ótima para a saúde

Quarta fruta mais produzida no mundo, a banana é ótima para a saúde

Prata, d´água, nanica, da terra, ouro, maçã. O sobrenome não importa! O que vale é ser banana! Originária da Ásia, está presente em diversos países e é o quarto alimento mais produzido no mundo. Bastante conhecida no Brasil, a fruta tem muito mais que potássio. Alguns nutrientes se destacam bastante, fazendo com que a banana atue em diversos órgãos, distribuindo benefícios. Quer saber quais são os principais?

Os carboidratos presentes na banana fornecem energia para o organismo realizar todas as suas funções. As fibras são um caso à parte. “As insolúveis auxiliam na regularização da função intestinal e as solúveis formam uma espécie de esponja, auxiliando no controle do colesterol, além de aumentar a sensação de saciedade”, explica Patrícia Ramos, Coordenadora Serviço de Nutrição do Hospital Bandeirantes.

Passemos aos minerais. O conhecido potássio padroniza o balanço de água no organismo e participa no mecanismo de contração e relaxamento dos músculos. O fósforo é muito importante na formação de ossos e dentes, intervindo também nas reações químicas em que se liberta energia. Já o magnésio é essencial para o corpo humano, participando em mais de 300 processos biológicos, incluindo a contração muscular. É ele quem evita a cãibra muscular, mantém um bom funcionamento dos músculos, nervos e densidade óssea. É por causa do magnésio que a fruta é tão apreciada por aquelas pessoas que fazem exercícios físicos.

Ah, as vitaminas! São uma infinidade. Na banana encontramos a vitamina A, essencial para o bom funcionamento dos olhos. “A falta desta vitamina pode gerar dificuldades de se enxergar em lugares com luz fraca, causar alterações oculares levando até mesmo à cegueira total”, observa Patrícia, pontuando, ainda, sua importância para o crescimento e o desenvolvimento de crianças. Além disso, a vitamina A participa da defesa do organismo, pois ajuda a manter as mucosas úmidas e saudáveis.
O ácido fólico, uma vitamina do complexo B, é importantíssimo para a manutenção da saúde do ser humano. “A carência de ácido fólico pode causar quadros de diarreia, má absorção de nutrientes em nível gastrointestinal e, ainda, anemia”, diz a especialista. Ele é, ainda, muito importante durante a gestação, pois colabora na diminuição dos problemas gestacionais em relação à formação do bebê.
E, ao contrário do que muita gente pensa, banana tem, sim, vitamina C. Ela estimula o sistema imunológico, promovendo maior resistência às infecções, aumenta a absorção do ferro proveniente de alimentos de origem vegetal como, por exemplo, feijão, espinafre e lentilha; auxilia no processo de cicatrização de feridas, sangramentos de gengivas e pequenos cortes. “Além disso, a vitamina C atua como antioxidante, neutralizando a ação dos radicais livres que desencadeiam o processo de envelhecimento precoce, desenvolvimento de câncer e doenças do coração”, esclarece Patrícia.

A banana também possui um aminoácido chamado triptofano que é precursor da serotonina, que está relacionada à regulação dos processos bioquímicos de humor e sono. “O carboidrato da banana estimula o pâncreas a secretar insulina, hormônio sinalizador que faz tanto o carboidrato da fruta quanto os aminoácidos circulantes entrarem nas células. Porém, um aminoácido em particular permanece na corrente sanguínea: o triptofano. O consumo de carboidrato é fundamental para a entrada deste triptofano no cérebro”, diz a nutricionista.

E ele faz toda a diferença. Cerca de 2% do triptofano presente na dieta é convertido em serotonina. Ela é sintetizada e armazenada nas células do trato gastrointestinal, neurônios, nos vasos sanguíneos e plaquetas. Segundo Patrícia, a serotonina tem função inibitória ou de estimulação, no trato gastrointestinal controla as respostas de náuseas, vômitos, secreção intestinal e peristalse. No cérebro, ela tem função de regular o sono, o apetite, humor, memória, temperatura corporal, atividade motora.

Muda a banana mas não mudam os benefícios. Entre os tipos de bananas mais consumidos no Brasil há pouca diferença em relação aos nutrientes. “A banana maçã é a que possui um teor maior de fibras e proteínas com um teor menor de carboidratos e menor valor calórico: 87 Kcal em 100 gramas. A banana da terra é a mais calórica com 128 Kcal em 100 gramas”, observa a especialista.

Quase todo mundo pode se deliciar com a banana. A contraindicação, segundo Patrícia, fica por conta daqueles com doenças que exigem restrição de potássio na alimentação. Por ser uma fruta com elevado nível glicêmico e que faz o corpo produzir insulina, deve ser usada com cuidado também pelos diabéticos. Outro grupo que precisa consumir a banana com moderação são os obesos: cada unidade da banana tem quantidade elevada de calorias em relação a outras frutas. Para os que fazem dieta para emagrecer, porém, ela pode ser uma aliada pois suas fibras aumentam a sensação de saciedade e ajudam a dar uma segurada na fome.
Se você não se encaixa em nenhum desses grupos, saiba: a banana está liberada! “A pirâmide alimentar brasileira recomenda o onsumo de três porções de frutas variadas ao dia. Pode-se consumir a banana como uma porção das três recomendadas. Não é indicado consumir somente a banana, pois temos que variar as frutas, já que são ricas em vários nutrientes”, aconselha Patrícia. E uma boa notícia para quem está parando de fumar: a banana é uma excelente aliada nesse período. As vitaminas B6 e B12, o potássio e o magnésio presentes na fruta ajudam o corpo a recuperar dos efeitos da falta de nicotina. Mas nada de exagerar. Em todos os casos, os especialistas orientam a inclusão de, no máximo, duas bananas por dia no cardápio.

A verde, pode? Pode, sim!
Que madura, que nada! A melhor forma para consumir a banana é ainda verde! Assim é considerada um alimento funcional e, quando cozida, apresenta alto conteúdo de amido resistente presente na polpa da fruta.

Os benefícios do amido resistente são bastante similares aos da fibra alimentar. “Ele não é digerido e absorvido no intestino delgado, podendo ser fermentado no intestino grosso, produzindo substâncias que servem como fonte de energia para a produção das bactérias benéficas do nosso intestino. Além disso, ajuda a manter a integridade da mucosa do nosso intestino, que é responsável pela absorção adequada dos nutrientes e pela barreira da entrada de substâncias maléficas”, explica a nutricionista. Isso quer dizer que o consumo de banana verde auxilia no trânsito intestinal adequado, pode ajudar tanto prevenindo quanto tratando quadros como diarreia e constipação, além de prevenir o desenvolvimento de doenças como o câncer de intestino.

Ao contrário da banana madura, a banana verde possui baixo índice glicêmico, ou seja, sua digestão e absorção são mais lentas. Assim, a quantidade de glicose liberada no sangue ocorre gradativamente, mantendo seus níveis controlados no sangue e reduzindo a necessidade de liberação de insulina para que essa glicose entre na célula. Isso contribui para a prevenção do diabetes. O amido resistente também aumenta a saciedade e auxilia na redução do acúmulo de gordura corporal.
Achou estranho comer a fruta verde? Tem razão! A ingestão da tal banana verde se dá através de farinha ou pasta, produtos que já existem no mercado. O preparo pode ser adicionado a sucos, vitaminas, bolos, tortas, pães, massas, sopas, entre outras opções. E não precisa fazer cara feia: nem a farinha e nem a pasta deixam gosto residual, portanto, não alteram o sabor dos outros alimentos. Mas, antes de sair por aí procurando o produto, consulte um profissional especializado.

Entretanto, se você não quer se aventurar com a banana verde, procure aquelas com casca bem amarelinha. Para conservá-la é recomendável um lugar fresco e bem arejado. Você nem vai precisar andar muito para encontrá-la pois a fruta é encontrada o ano inteiro e possui preço bastante acessível a toda a população. Não tem desculpa para não fazer dela sua aliada!

Transcrito do Yahoo Mulher

Controle externo do Ministério Público não pode ser limitado

Postado: 29-05-2013
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading ... Loading ...
Ministério Público: por que não lhe querem investigando? Ai tem...

Ministério Público: por que não lhe querem investigando? Ai tem…

Superior Tribunal de Justiça confirmou uma das prerrogativas do Ministério Público. É da natureza essencial do órgão, por se tratar de um fiscal da lei, o controle externo das atividades policiais. Com esse entendimento, o ministro Humberto Martins reconheceu o direito líquido e certo do Ministério Público Federal a obter documentos sobre equipamentos e servidores da Polícia Federal gaúcha.

A decisão afasta as restrições impostas pela Resolução 1/2010 do Conselho Superior de Polícia da PF, que buscava limitar o controle externo da atividade policial pelo MPF. De acordo com o ministro, a norma interna da Polícia Federal contraria a lei que regula os poderes de fiscalização concedidos pela Constituição de 1988 ao MPF.

Documentos internos
Na origem, o Ministério Público Federal ingressou com Mandado de Segurança contra o delegado da PF de Santo Ângelo (RS), buscando acesso a documentos. O material tratava de servidores e terceirizados em exercício e afastados na unidade, coletes à prova de balas disponíveis e seus prazos de validade, ordens de missão policial expedidas nos doze meses anteriores e registros de sindicâncias e procedimentos disciplinares no mesmo período.

O juiz concedeu o pedido, mas a União recorreu. No Tribunal Regional Federal da 4ª Região, os desembargadores entenderam que “a ingerência do MP na organização interna da polícia” era “incabível” e que a resolução era legal. Para o TRF—4, o MPF só poderia fiscalizar a atuação dos policiais federais no contexto da atividade investigativa, com o objetivo de garantir a legalidade e eficiência das provas colhidas para formação da denúncia.

Limitação ilegal
No Recurso Especial ao STJ, o MPF alegava que a requisição dos documentos, além de estar contida no poder-dever fiscalizatório do órgão, é medida preliminar para averiguação de medidas eventualmente necessárias. Por isso, a resolução do Conselho Superior da polícia deveria ser considerada ilegal, por limitar os recursos do MPF para fiscalização policial externa.

O ministro Humberto Martins entendeu que a decisão da corte regional contraria o Estatuto do Ministério Público da União (Lei Complementar 75/93). Para ele, os documentos buscados pelo MPF estão diretamente vinculados à sua atividade-fim de controle externo da atividade policial. O relator ainda apontou que, segundo posicionamento firmado no STJ, é possível a participação de promotores e procuradores nos conselhos da PF e da Polícia Civil. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ.

Transcrito do Consultor Jurídico

Finalmente, a Paraíba tem lei: a dos bandidos…

Postado: 28-05-2013
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading ... Loading ...
Além dos assaltos, bandidos atearam fogo em carros

Além dos assaltos, bandidos atearam fogo em carros

Por Wellington Farias – Desde 1930, quado as tropas do coronel Zé Pereira entraram em confronto com as do Governo do Estado, a cidade de Princesa Isabel jamais tinha visto uma tiroteio cerrado de 45 minutos quase sem intervalo entre um tiro e outro. Nesta terça-feira (28), pela segunda vez, desde então, Princesa foi literalmente transformada numa praça de guerra.

E o pior: de um lado, uma Polícia Militar brava e corajosa, mas praticamente desarmada, mau paga e entregue à lei do cão; do outro, a bandidagem solta na buraqueira, encurralando todo mundo com armas de grosso calibre, muito bem municiados, intimidando os policiais.

Foi um confronto desigual, em que os bandidos assaltaram bancos, agência dos Correios, insultaram a ombridade de um povo talhado para a luta, mas não para concorrer em desigualdade com bandidos.

Depois do que se viu ontem, não há outra constatação a não ser esta: a Paraíba está entregue à própria sorte; ao Deus-dará, à lei dos marginais.

E cadê aquela promecinha que fez o então candidato a governador do Estado, com toda a arrogância, de que em seis meses colocaria a Paraíba nos eixos e daria a paz à sua população?

Tudo balela! Nunca na história deste Estado se viu tanta violência. Em que outra época, século, década, ocasião, estivemos tão encurralados pela bandidagem? Nunca, em tempo algum, o paraibano viveu, como hoje, uma situação de desespero, de medo absoluto, porque de um lado tem a bandidagem a ameaça-lo e, do outro, o Estado completamente inoperante e incompetente para cumprir o seu papel constitucional de garantir a integridade dos seus cidadãos.

Não se admirem, porém, se o excelentíssimo governador Ricardo Vieira Coutinho a qualquer momento aparecer dando entrevista dizendo que não pode conter a bandidagem para não contrariar a Lei de Responsabilidade Fiscal; que o cumprimento da lei não lhe perite comprar bala para os policiais.

O retrato do governo de 40 anos em 4

O retrato do governo de 40 anos em 4

O pior de tudo é: mesmo estando os paraibanos sofrendo os açoites no lombo, no dia da eleição qualquer dinheiro para o eleitor resolve a parada…

Então, gema…

Atenção, Secretaria da Educação: ônibus escolar transporta atletas e torcedores, em Serraria

Postado: 28-05-2013
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votes, average: 3,67 out of 5)
Loading ... Loading ...
Serraria: ônibus escolar sendo usado para transporte de atletas e torcedores.

Serraria: ônibus escolar sendo usado para transporte de atletas e torcedores.

Por Wellington Farias –  Atenção, Secretaria de Educação do Estado da Paraíba!!! A “farra” com os ônibus escolares destinados exclusivamente ao transporte de estudantes dos ensinos médio e fundamental, não pára, na Paraíba. Todo final de semana, dezenas deles fazem viagens turísticas, a maioria com destinos às praias da Paraíba e do Rio Grande do Norte. Tudo isso, bem na cara das autoridades, que fazem de conta de que não estão vendo.

O fato mais recente que testemunhei foi no último sábado. Em frente à minha casa, na cidade de Serraria, um ônibus escolar _ cedido à Prefeitura pelo Governo do Estado – partiu às 14h45m da Rua Monsenhor Walfredo, com destino a algum campo de futebol do brejo da Paraíba. A bordo, atletas – a maioria sem camisa, de chuteiras e meião – e frenéticos torcedores.

O ônibus era de placa OFH- 9830.

Recentemente, um ônibus deste mesmo, da cidade de Arara, transportava a família de um secretário do município, numa verdadeira farra. No meio do transcurso, atropelou e matou um motoqueiro,

Esperamos que a Secretaria de Educação do Estado tome uma providência, para evitar que o dinheiro público banque farras que só danificam o patrimonio público.

Amado Batista diz que a Ditadura o torturou para corrigi-lo. Pode?!

Postado: 28-05-2013
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...
O cantor Amado Batista. Será que foi mesmo torturado?...

O cantor Amado Batista. Será que foi mesmo torturado?…

Embora ateste que tenha sido torturado pelo regime militar que comandou o Brasil durante 21 anos, o cantor Amado Batista (pasmem!), diz que não se sente vítima do Estado. Em entrevista à jornalista Marília Gabriela, Amado afirmou que ao lhe torturar, a ditadura agiu como uma boa mãe que castiga o filho para que ele se corrija.  Leiam a matéria a respeito, transcrita do Yahoo Notícias:

 

Apesar de ter sido torturado durante o ditadura militar no Brasil (1964-1985), Amado Batista, 62, afirmou não se sentir vítima do Estado. Durante entrevista no programa “De Frente com Gabi” desta segunda-feira (27), o cantor comparou seus torturadores a “uma mãe que corrige um filho”.

“Não. Eu acho que mereci. Fiz coisas erradas, eles me corrigiram, assim como uma mãe que corrige um filho. Acho que eu estava errado por estar contra o governo e ter acobertado pessoas que queriam tomar o país à força. Fui torturado, mas mereci”, afirmou ele.

Batista contou à Marília Gabriela que, quando tinha entre 18 e 19 anos, antes de se tornar músico profissional, trabalhava em uma livraria. Isso fez com que ele facilitasse o acesso de intelectuais a livros considerados subversivos na época.

O músico ainda afirmou que aceitou enviar somas de dinheiro a um professor universitário do Maranhão, que, mais tarde, descobriu estar envolvido em ações clandestinas de grupos esquerdistas.

De acordo com Amado Batista, quando os militares investigaram seus clientes na livraria, acabaram chegando até ele. Então, Batista ficou preso por dois meses: “me bateram muito. Me deram choques elétricos”.

Depois que o soltaram, todo machucado, ele disse ter passado por um perrengue: “fiquei tão atordoado. Queria largar tudo e virar andarilho”.

Mas toda essa tortura não fez com que o músico ficasse traumatizado. Pelo contrário, ele acredita que a repressão foi um instrumento necessário naquele contexto, para evitar que “o Brasil virasse uma (espécie de) Cuba”.

Amado Batista recebe uma indenização do governo depois de ter sido procurado pela Comissão da Verdade, que investiga violações de direitos humanos praticados durante o regime militar. ”Recebo um salário de cerca de R$ 1.000, há algum tempo, mas acho desnecessário.”

Eleita a primeira mulher para dirigir o Le Monde

Postado: 20-05-2013
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...
O mais lido jornal da França

O mais lido jornal da França

A jornalista Natalie Nougayrède, de 46 anos, foi escolhida, no fim da semana passada, para ocupar o cargo de diretora e editora-chefe do jornal francês Le Monde e de seu site. Natalie, que já chefiou a sucursal de Moscou do jornal, foi eleita em assembleia pelos 370 jornalistas com 79,4% dos votos – os jornalistas do Monde são também acionistas. Ela sucede Érik Izraelewicz, que já combinava os cargos de diretor e editor-chefe, e morreu em novembro passado vítima de um infarto.

É a primeira vez que o Monde será dirigido por uma mulher. A primeira mulher a ocupar o cargo de editora-chefe foi Sylvie Kauffmann, mas os postos de editor e diretor ainda não eram combinados. Natalie era a única mulher entre os quatro candidatos que passaram pelo filtro dos acionistas majoritários do jornal, Pierre Bergé, Xavier Niel e Matthieu Pigasse. Ela precisava de pelo menos 60% dos votos da Sociedade de Redatores, maior grupo acionista do Monde, para que seu nome fosse ratificado.

Natalie, que é especialista em Rússia e já trabalhou no Libération e na BBC, entrou para o Monde em 1996. Ela foi correspondente em Moscou de 2001 a 2005, e recebeu o prêmio Albert Londres pela cobertura do massacre na escola de Beslan, na Ossétia do Norte, em setembro de 2004. Eleita para a direção do jornal por um período de seis anos, ela pretende dar continuidade ao trabalho de Izraelewicz, que havia começado a remodelar o diário e suas revistas semanais e a unificar as equipes do impresso e da internet.

O Desafio
Em seu escritório na sede do Le Monde, em Paris, Natalie Nougayrède, a primeira mulher a comandar o diário francês, admite que chegou em um momento emotivo para o jornal mais vendido do país.

Após décadas de dívidas e à beira do colapso, o Monde foi comprado por um conglomerado de três executivos. Prometendo proteger a independência editorial do jornal de centro-esquerda (que em seus primórdios era famoso por sua prosa empolada e por não ter fotos), eles financiaram uma reformulação.

Dirigindo a reformulação estava o benquisto e dinâmico editor Erik Izraelewicz. No entanto, em novembro, Izraelewicz sofreu um ataque cardíaco e morreu. “Perder um editor é traumático, foi um evento muito triste para todos”, diz Natalie. Em março, ela foi eleita com 80% de aprovação em uma votação entre os jornalistas do Monde. No mês passado, passou por uma polêmica com um dos donos do jornal, Pierre Bergé, por aceitar um anúncio contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo. O assunto trouxe à tona a questão de independência do jornal.

Bergé, que defendeu o projeto de lei que legaliza o casamento entre homossexuais, fez uma série de comentários no Twitter atacando o anúncio. Natalie respondeu que a peça estava de acordo com as regras de publicidade do Monde e que o jornal produziu “uma boa cobertura, absolutamente independente” sobre o debate. “Os acionistas podem ter suas opiniões. Têm personalidades fortes, mas nós estamos apenas fazendo o nosso trabalho. Eu comando o jornal, sou responsável por sua independência, seu conteúdo de alta qualidade e pelo bem-estar de nossa redação. É isso que eu defendo”, diz ela.

Intrusa

Natalie é, de certo modo, uma “intrusa”: nunca ocupou nenhum posto de comando na hierarquia do jornal. Em vez disso, ela era o que chama de “pé no chão, com botas sujas”, uma correspondente internacional que cobria a Rússia e a Europa Oriental, ganhadora de prêmios pela cobertura dos conflitos na Chechênia, que retornou a Paris para se tornar uma das mais elogiadas correspondentes diplomáticas da cidade.

Sua visão para o Monde é baseada em um distanciamento obstinado dos mais altos níveis de poder, em um país em que jornalistas e políticos sempre foram muito próximos. Natalie quer proteger o status de instituição nacional do jornal ao investir em jornalismo investigativo e reportagens longas e de qualidade. No último mês, uma investigação sobre evasão de impostos, feita em parceria com outros jornais internacionais, aumentou as vendas do Monde e o acesso ao seu site.

“Em um tempo em que somos inundados com informação de várias fontes, em que agências de relações públicas são bastante ativas nos campos político e econômico, é realmente importante que exista um referencial. É importante produzir notícias originais e análises originais, sendo forte nos fatos. Não existirão aproximações, quero tudo apurado, sólido”, diz.

A internet e o futuro do jornal

A primeira grande ação de Natalie no comando do Monde foi o lançamento de uma seção diária de economia, na semana passada. A nova seção é eclética e mostra a força dos correspondentes internacionais, com trabalho investigativo e reportagens sobre mercados emergentes e novos setores tecnológicos.

O maior desafio dela, no entanto, é a internet. O site do Monde é uma mistura de conteúdo gratuito com paywall(por 15 euros mensais, os leitores têm acesso a análises profundas, material de arquivo e vídeos). Com mais de dois milhões de visitantes únicos mensais, ele é o maior site jornalístico da França. Atualmente, possui 43 mil assinantes digitais, mais 67 mil assinantes do formato impresso mais digital. A meta é triplicar ou quadruplicar o número de assinantes digitais nos próximos anos. No mês passado, o site para assinantes foi reformulado, com acesso a artigos exclusivos, um botão que deixa a tela para leitura mais limpa, navegação horizontal e mais vídeos e gráficos.

A próxima tarefa de Natalie não será fácil: fundir a redação do jornal impresso com o site, que permanecem separados. “É bastante revolucionário para o jornal e faremos isso passo a passo”.

A edição impressa sempre irá existir? “Não acho que devemos enterrar nossos jornais impressos”, responde ela, lembrando que “ninguém pode dizer o que acontecerá daqui a 50 anos, mas acho que existe futuro para os jornais. Mas eles devem ser mais pertinentes, melhores e mais seletivos”.

Transcrito do www.observatoriodaimprensa.com.br

Ronaldinho pra governador, agra na vice e Cássio nos palanques

Postado: 20-05-2013
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 4,50 out of 5)
Loading ... Loading ...
Cassio e  Luciano Agra

Cassio e Luciano Agra

Por Wellington Farias - Em períodos de entressafra de fatos políticos, como agora, afloram as especulações de toda a natureza. Tem pra todos os gostos.

A mais recente das especulações sugere a possibilidade de uma chapa, para alguns imbatível, nestes termos: Ronaldo Cunha Lima Filho, para governador; Luciano Agra, vice-governador, e Cássio Cunha Lima virado em cima dos palanques.

São cogitações, claro. Mas no ninho tucano há quem garanta que Ronaldo Filho tomou gosto pela política e, a propósito desta possibilidade, teria dito que topa tudo…

Outra especulação: segundo foi noticiado por Morib Macedo, na rádio Correio FM 90.1, de Campina Grande, Cássio teria discutido com um grupo muito restrito, quase só familiar, a possibilidade de disputar o senado em 2014, tendo Efraim Morais como suplente.

Neste hipótese, Cássio abriria a vaga definitiva para Deca do Atacadão, seu suplente atual; se eleito senador, ocuparia a segunda das três vagas disponíveis no Senado para a Paraíba. E mais: em 2018 disputaria o Governo do Estado. Se eleito, Efraim assumiria o mandato definitivo. Se perdesse, voltaria para o mandato de senador.